VESTE O VOTO
 

 

A ideia surgiu em 2014, ano eleitoral.

Todos os dias, andava por um caminho onde cavaletes de propaganda política enchiam as calçadas, imprimindo roupas bem cortadas, bem passadas, cabelos devidamente alinhados, sorriso na cara e um grande número, seguido do partido. 

 

Todo aquele material logo estaria sem uso, então resolvi experimentar: peguei um cavalete, cortei, costurei. Com as lonas lavadas e cortadas em tiras fiz uma coleção. Transformei. Não há mais caras, nem nomes ou números. Tomaram a forma de dez peças representam um grito: as coisas precisam ser reestruturadas! 

 

Foi no encontro entre as ruas e minhas pesquisas por materiais de costura inusitados que surgiu essa matéria diferente, urbana e cheia de significados próprios. Esse trabalho começou tratando de sustentabilidade e tornou-se posicionamento político. O processo de cortar e ressignificar todas aquelas histórias me fez conscientizar, ficar atenta. 

 

Esse trabalho, fez parte da exposição REESTRUTURA, no Museu da Moda em 2019, ocupando o antigo salão nobre do primeiro órgão legislativo da cidade. 

 

Em 2019, voltou para as ruas, de outra maneira. 

Dos mesmos canteiros da Av. Afonso Pena, que retirei os cavaletes, recoloquei roupas-corpos, dependuradas do alto da arvore. 

 

Que são frutos. Que são mortes.

Que são renascimentos. 

 

2019

julho . VIRADA CULTURAL BH - instalação

 

Fotografia: Bruno Amarantes 

VESTE O VOTO virada cultural bh . isabela solo 2019
VESTE O VOTO virada cultural bh . isabela solo 2019
press to zoom
VESTE O VOTO virada cultural bh . isabela solo 2019
VESTE O VOTO virada cultural bh . isabela solo 2019
press to zoom
VESTE O VOTO virada cultural bh . isabela solo 2019
VESTE O VOTO virada cultural bh . isabela solo 2019
press to zoom