IMERSÃO
 


 

“Por todos os seres se desdobra o espaço único, espaço íntimo no mundo”*, isto é sua existência se firmando no tempo. Quando você mora dentro de si, se conhece intimamente e pode definir quais os valores subjetivos das coisas na sua vida. 

Pesquisando conceitos e inspirações para uma nova coleção, me deparei com um novelo de lã, cheio de fios e voltas. Mergulhei nele, experimentei, fiz e refiz, bordei e vi do avesso. Esse é o objeto que representa essa intimidade, esse espaço único.

Eu moro no meu objeto quando percebo que ele é a minha concha, profunda e secreta que dá as notas dos meus pensamentos obscuros. Moro no meu objeto quando me sinto confortável, como num abraço. Moro no meu objeto quando me vejo ali representada, sem nem uma palavra a mais. Moro no meu objeto quando o mesmo consegue expandir meu eu interior e trazê-lo à tona.

“Parece então, que é por sua imensidão que os dois espaços – o da intimidade e do mundo – tornam-se consoantes”* e nessa confusão vão virando palavras que dão forma, matéria e dimensão ao processo.

Essa coleção é uma imersão, reformulada e apresentada ao público em forma de roupa e arte.

É a imersão do meu processo produtivo. Como forma de representação da força da mulher que fia, borda, trama e costura suas histórias, bordei úteros e corações a mão. A imersão foi feita pensando nisso, o quão forte são e fazem desse mundo um lugar cheio de vida!


IMERSÃO

lançamento coleção + desfile SOLO. O ATELIE

2017

julho . BENFEITORIA - video, pocket show Felipe Continentino, desfile-ação.

 

Fotografias: Alice QZ

Video: Paula Dante 

Som: Felipe Continetino 

Texto: Isabela Solo (citações * BACHELARD, G. A poética do Espaço, 1989.)

Modelos: Bruna Lubambo e Ian Gavião. 


 

IMERSÃO . isabela solo 2017
IMERSÃO . isabela solo 2017
press to zoom
IMERSÃO . isabela solo 2017
IMERSÃO . isabela solo 2017
press to zoom
IMERSÃO . isabela solo 2017
IMERSÃO . isabela solo 2017
press to zoom


imersão

bordado sobre papel

30x30cm

2017