PROTESTO 2021

 

Até quando mulheres são silenciadas. oprimidas e mortas? Até quando mulheres serão assassinadas diariamente por serem mulheres?
Esses questionamentos são alguns dos que são expostos em pôsteres no centro de Belo Horizonte nesta segunda-feira (8), na esquina da Avenida Afonso Pena com a rua da Bahia.

O movimento é de estilista e artista plástica Isabela Solo que pretende, segundo, envelopar um tapume com 350 pôsteres neste Dia Internacional da Mulher.

"Nesses lambe-lambes do protesto eu imprimo índices de violência contra mulher e colo pela cidade. Muito embora esse dia seja o motivo de comemoração, também é o momento de se repensar como as coisas estão. O Brasil é o quinto país que mais mata mulheres, são 180 estupros por dia. Os números são chocantes e eles não podem ser só no números", afirma.O protesto conta também com a participação das artistas Ágata Araújo, Cecília Dornas, Duas Águas e Helena Borges, além da fotógrafa Alice Queiroz.
(Materia do site da Radio Itatiaia, por Monica Miranda)

Esse trabalho foi iniciado dia 8 de março de 2018, como um projeto de resistência feminina.
Foram colados na cidade de Belo Horizonte, de 2018 a 2020, mais de 1500 lambe-lambes.
Em 2021 o trabalho ganhou uma nova proporção. Convidei 5 mulheres artistas para enveloparmos juntas, no dia da mulher, a esquina de um cruzamento importante do centro da cidade. 
Resistimos. Unidas. 

 

AÇÃO NA RUA - colagem de 300 lambe-lambes no centro de Belo Horizonte. 

 

2021

8 de março . DIA INTERNACIONAL DA MULHER

 

Fotografias: Alice QZ e Isabela Solo

FONTES: IBGE, PMSP, G1, ONU MULHERES, BBC, INSTITUTO MARIA DA PENHA, O GLOBO, MINISTERIO DA SAUDE, TRIBUNA SP, FBSP.

PROTESTO 8M2021 . isabela solo
PROTESTO 8M2021 . isabela solo
press to zoom
PROTESTO 8M2021 . isabela solo
PROTESTO 8M2021 . isabela solo
press to zoom
PROTESTO 8M2021 . isabela solo
PROTESTO 8M2021 . isabela solo
press to zoom